200x500 04
TituloTerra Justa - Encontro Internacional de Causas de Valores da Humanidade
Sub Título
Texto

Conhecida como a Terra da Justiça, Fafe acolhe, desde 2015, o 'Terra Justa - Encontro Internacional de Causas e Valores da Humanidade', um evento internacional que procura alertar, provocar e envolver as pessoas a refletir sobre a importância das causas e valores da humanidade.

Durante vários dias, a cidade recebe um vasto conjunto de conferências, tertúlias de café, exposições de rua, teatro, debates e homenagens.

São várias as individualidades e organizações internacionais que têm passado por Fafe e trouxeram ao debate temas pertinentes e atuais como a solidariedade, a violência, a paz e os valores humanos.

Assim como Davos na Suíça, com cerca de 12.000 habitantes, recebe anualmente o Fórum Económico Mundial, também Fafe, uma pequena cidade no norte de Portugal, com 52 mil habitantes, organiza anualmente o Encontro Internacional de Causas e Valores da Humanidade - conhecido como: " Terra Justa ".

Com o “Terra Justa”, Fafe abriu o caminho das causas e tornou-se na capital dos valores da humanidade.

 

2015

Na primeira edição do Terra Justa, o Encontro Internacional de Causas e Valores da Humanidade homenageou Maria de Jesus Barroso Soares pelo trabalho desenvolvido enquanto fundadora da Associação Pro Dignitate, tendo por base a prevenção da violência e promoção dos direitos humanos.

Também o Cardeal Oscar Maradiaga – na altura conselheiro do Papa Francisco - foi distinguido em Fafe, pela luta pelos direitos humanos e o desenvolvimento dos países mais pobres.

Em 2015, foram duas as organizações homenageadas: Amnistia Internacional e Médicos do Mundo. O trabalho de ambas foi reconhecido como sendo fundamental na ajuda aos mais necessitados.

Vários convidados passaram por Fafe para refletir sobre as causas e os valores da humanidade. Contamos com a presença de Eugénio da Fonseca, D. Jorge Ortiga, Diogo Freitas do Amaral, Sampaio da Nóvoa, Mário Soares, Manuel Alegre, entre muitos outros.

 

2016

No segundo ano Terra Justa, António Guterres – atual Secretário Geral da ONU – esteve em Fafe para refletir sobre a temática dos Refugiados. O antigo primeiro-ministro português e ex-comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) abordou a questão dos refugiados, as origens e consequências da crise humanitária para a Europa e para o mundo será o tema central dos trabalhos.

Na mesma edição, o Terra Justa homenageou a Agenzia Habeshia e a Fundação Calouste Goulbeinkian, levando a debate matérias relacionadas com os direitos humanos em cenários de conflito, o valor da cultura e questões de religião.

Por Fafe, passaram Frei Mussie Zerai, Presidente Agenzia Habeshia, Tareke Brhane, Presidente Comitato Tre Ottobre, Eugénio da Fonseca, Presidente da Cáritas Portuguesa, Teresa Tito de Morais, Presidente do Conselho Português para os Refugiados, Luís Braga da Cruz, Presidente da Fundação de Serralves

 

2017

O Terra Justa 2017 marcou as homenagens à CERCIFAF, à UNICEF, ao Instituto de Apoio à Criança, à Rede Talitha Kum e ainda à Fundação Champalimaud.

Os Direitos das Crianças em todo o mundo mereceram uma reflexão por parte de dezenas de convidados que estiverem em Fafe. Com a Homenagem à Rede Talitha Kum surgiu em debate a problemática do tráfico de pessoas.

Por Fafe, passaram convidados como Madalena Marçal Grilo, Leonor Beleza, Rodrigo Moita de Deus, Manuela Eanes, Labroinho Lúcio ou Ana Jorge.

 

2018

Os White Helmets / Capacetes Brancos, a Human Rights Watch e Maria de Lourdes Pintasilgo foram distinguidos no Encontro Internacional de Causas e Valores da Humanidade de 2018.

Os Capacetes Brancos, organização não-governamental de apoio aos civis, são internacionalmente conhecidos por serem voluntários que procuram salvar vidas num dos mais complexos cenários de guerra da atualidade., a Síria. Esta ONG composta por civis, conta com mais de 3000 voluntários, que prestan auxílio médico e resgate de pessoas dos escombros. Desde o início do conflito na Síria, em 2011, já salvaram milhares  de pessoas e perderam mais de 200 dos seus voluntários, mortos quando tentavam salvar vidas.

O trabalho da HRW foi distinguido, uma vez que esta organização investiga detalhadamente violações de direitos humanos, denunciam os casos que que documentam e procuram junto dos governos e das Nações Unidas, políticas eficazes que promovam os direitos humanos e a justiça.

A título póstumo, o Terra Justa 2018 encoerrou com a homenagem a Maria de Lourdes Pintasilgo, que contou com o apoio da Fundação Cuidar o Futuro e com a presença de pessoas próximas daquela que foi a única primeira primeira ministra de Portugal. Conversas de café com a participação de quem conheceu bem um dos nomes grandes da nossa democracia, colocação de um texto no mural para perpetuar a mensagem da ex-governante e finalmente uma homenagem póstuma, à noite, no Teatro Cinema de Fafe marcaram este dia.

 

2019

A quinta edição do Terra Justa trouxe a debate três grandes temas: a saúde, o trabalho e a liberdade.

Este ano, o Município de Fafe prestou homenagem à Organização Internacional de Trabalho , contando com a presença de Helena André, Diretora Executiva da OIT em Bruxelas, Arménio Carlos, Secretário Geral da CGTP, Carlos Silva, da UGT, Francisco Calheiros – Presidente da CTP, José Hernâni Cosra, Diretor da CCP, entre muitos outros. No ano em que completa o seu centenário, a OIT foi distinguida pelo papel que esta agência internacional tem tido na promoção do trabalho em condições de liberdade, equidade, segurança e dignidade humanas.

A Obra Vicentina de Apoio aos Reclusos foi também destacada neste Encontro Internancional, trazendo a público realidades desconhecidas e fraturantes sobre o sistema, dando a conhecer a problemática das prisões e dos reclusos. Neste dia, passaram por Fafe, o Presidente da OVAR, Manuel Almeida dos Santos, o jornalista Hernâni Carvalho, Jorge Antunes, ex dirigente da APAR, Belmiro Sousa, empresário, Rui Albuquerque, sub diretor da Faculdade de Direito e Ciência Política da Universidade do Porto, o Padre João Gonçalves, que recebeu, também, o Prémio ‘Gente de Paz e de Justiça’, pelas mãos de Frei Fernando Ventura, Embaixador Terra Justa.

No último dia de Terra Justa, o Serviço Nacional de Saúde foi o mote da reflexão, com as homenagens a Francisco George (Anterior Diretor Geral de Saúde) e, a título póstumo, António Arnaut, considerado o ‘Pai’ do Serviço Nacional de Saúde. 

Powered by: TextoVirtual.com